Notícias - Acadêmico

Próxima MasterClass UNIASSELVI falará sobre famílias que acolhem temporariamente crianças em situação de vulnerabilidade

13/06/2022   Acadêmico
Encontro acontece às 19h, de terça-feira (14), no canal da Instituição no YouTube
Crédito | Divulgação

Serviço tem o objetivo de proporcionar proteção e afeto aos menores está em crescimento no Brasil  

Segundo dados da organização Família Acolhedora, atualmente no Brasil, há cerca de 30 mil crianças e adolescente sob medida de proteção, vivendo em Serviços de Acolhimento. A maior parte, que corresponde a 96%, encontra-se em abrigos e casas lares, e apenas 4% estão inseridos em famílias acolhedoras. Por isso, a MasterClass UNIASSELVI apresenta o tema Lar temporário, amor pra vida toda. Serviço de acolhimento familiar e a proteção da infância

O encontro acontece às 19h, de terça-feira (14), no canal da Instituição no YouTube. Ele será ministrado por Tiago Cardoso, psicólogo e coordenador deste tipo de serviço que é realizado na cidade de Pomerode (SC). O ato de acolhimento é uma medida de proteção, prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente, destinada aos menores que precisam ser afastados temporariamente da família de origem. A ação é classificada como provisória, e por isso, não deve ser ultrapassar o período de 18 meses.  

Critérios para acolhimento 

Recentemente, em alusão, ao Dia Mundial do Acolhimento Familiar, comemorado em 31 de maio, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MDH), divulgou uma lista de requisitos que devem ser atendidos por quem tem interesse se tornar um acolhedor, são eles:  

  • Maioridade legal; 

  • Não estar em processo de habilitação ou habilitado no Sistema Nacional de Adoção nem ter a intenção de adotar; 

  • Concordância de todos os membros da família que residem no domicílio em fazer parte do SFA; 

  • Residir no município ou região; 

  • Não ter antecedentes criminais, comprometimento psiquiátrico e/ou dependência de substâncias psicoativas (regra para todos os membros da família que residem no domicílio); 

  • Disponibilidade para participar do processo de formação inicial; 

  • Tempo para comparecer às atividades programadas pelo SFA e para o acompanhamento sistemático da equipe técnica; 

  • Disponibilidade para atender às necessidades de cuidados da criança e/ou adolescente; 

  • Comprometimento com a função de proteção até o encaminhamento da criança e/ou adolescente para a família de origem e/ou extensa ou família por adoção. 

 

As famílias que querem acolher uma criança ou adolescente devem primeiro, localizar um serviço de acolhimento na sua região, depois é preciso entrar em contato com a equipe local para ter mais informações sobre inscrição, seleção e formação de novas famílias acolhedoras. 

Sobre o convidado 

Cardoso é graduado em Psicologia pela UNIASSELVI; especialista em Psicologia Clínica Gestáltica; e em Políticas e Gestão em Serviço Social, também pela UNIASSELVI. É Coordenador do Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora, de Pomerode (SC) desde 2019. Já foi coordenador do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e Psicólogo atuante nos serviços socioassistenciais do munícipio. 

Organização Família Acolhedora 

A coalizão pelo Acolhimento em Família Acolhedora é um grupo formado por gestores, pesquisadores e lideranças nacionais no assunto, que atuam de maneira governamental e não governamental. O grupo busca ampliar o acolhimento familiar no país. Para isso, tem como meta superar os atuais 4,9% para pelo menos 20% de menores acolhidos até 2025.  

Entres as iniciativas é feito um trabalho em rede com foco no conhecimento e experiência nas áreas de psicologia, primeira infância, assistência social, Sistema de Justiça e acolhimento de crianças e adolescentes. 


Serviço 

O que: MasterClass | Lar temporário, amor pra vida toda. Serviço de acolhimento familiar e a proteção da infância 

Quando: 14/6, às 19h 

Onde: UNIASSELVI no YouTube

Valor: gratuito 

 

*Com informações de Família Acolhedora e MDH 

 

Por Redação UNIASSELVI 

 

Leia mais notícias 

MEC avalia com nota máxima mais sete cursos de Graduação EAD da UNIASSELVI

Novas especializações em saúde estão disponíveis na Pós-graduação UNIASSELVI

 


Nós utilizamos cookies para viabilizar e melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o site da Uniasselvi, você; concorda com o uso dessa tecnologia.