Evite sair de casa. Fale diretamente com seu Polo UNIASSELVI pelo WhatsApp. Clique aqui e fale com a gente!

Notícias - Acadêmico

UNIASSELVI Indaial recebe exposição do artista Felipe da Costa

13/12/2019   Acadêmico

A UNIASSELVI Indaial recebeu o artista Felipe da Costa, conhecido no meio artístico como Coff, para montar uma instalação artística denominada ‘Sobre Cadeiras’. ‘Sobre Cadeiras’ é uma mostra de vivências expressadas através da arte, pelo artista plástico. A Mostra conta com aproximadamente 27 obras de arte, parte delas produzidas dentro de uma barbearia. A Mostra tem como objetivo materializar as vivências e experiências do artista em quadros e instalações, como foi o caso da instalação realizada na UNIASSELVI. Uma experiência metafísica em que o artista procura entender como dois corpos podem ou não ocupar um espaço ao mesmo tempo e como isso pode ser discutido e transportado para a vida real e os hábitos do nosso dia a dia.

Durante o processo criativo de construção da instalação artística realizada dentro da UNIASSELVI, os acadêmicos de Design-Moda e Publicidade e Propaganda puderam observar todo o desenvolvimento estético do artista, além de indagá-lo sobre a construção. Todo o material utilizado foi cedido pela UNIASSELVI, sendo as banquetas do Laboratório de Modelagem e as cadeiras das salas de aula.

Na semana seguinte à instalação, o artista Coff retornou à UNIASSELVI para realizar uma palestra. Na ocasião, ele falou sobre sua trajetória na arte e os diálogos que realiza entre sua trajetória de vida e arte. Nesse dia, além dos acadêmicos de Design-Moda e Publicidade, estiveram presentes os docentes e a coordenadora do curso de Artes Visuais do ensino a distância, prof. Vania Konell.

O evento foi organizado pela professora Mariana Girardi, que leciona a disciplina de História e Teoria do Design para os primeiros e segundos semestres dos cursos de Design-Moda e Publicidade e Propaganda da UNIASSELVI de Indaial, sob supervisão da coordenadora do curso, prof. Caroline Hadlich. Todos os acadêmicos da unidade de Indaial foram impactados pela exposição, que durou aproximadamente 15 dias.