- UNIASSELVI Itapajé alerta sobre o câncer de mama no Brasil

28/10/2019 Geral

Na última sexta-feira (25), a UNIASSELVI Polo Itapajé promoveu mais uma palestra de interesse da comunidade acadêmica e externa, com o tema ‘Outubro Rosa: a situação do câncer de mama no Brasil’. Ministrada pelo enfermeiro Venê Filho, com especialização em Saúde da Família e especializando-se em Urgência e Emergência, a palestra foi um momento enriquecedor que buscou desmistificar o assunto, com ampla participação do público presente.


O câncer de mama

O câncer de mama é hoje um relevante problema de saúde pública. É a neoplasia maligna mais incidente em mulheres na maior parte do mundo. De acordo com as últimas estatísticas mundiais do Globocan 2018 (BRAY, 2018), foram estimados 2,1 milhões de casos novos de câncer e 627 mil óbitos pela doença. No Brasil, as estimativas de incidência de câncer de mama para o ano de 2019 são de 59.700 casos novos, o que representa 29,5% dos cânceres em mulheres, excetuando-se o câncer de pele não melanoma. Em 2016, ocorreram 16.069 mortes de mulheres por câncer de mama no país.

Apesar de as estimativas de sobrevida em cinco anos mostrarem uma tendência de aumento em países desenvolvidos, ainda se observa uma grande disparidade global. Segundo o Concord-3 (ALLEMANI, 2018), no Brasil, as estimativas de sobrevida em cinco anos foram de 76,9% (75,5 - 78) para o período de 2005 a 2009 e de 75,2% (73,9 - 76,5) para o período de 2010 a 2014. Fatores relacionados ao conhecimento da doença e às dificuldades de acesso das mulheres aos métodos diagnósticos e ao tratamento adequado e oportuno resultam na chegada das pacientes em estágios mais avançados do câncer de mama, piorando o prognóstico.

Fonte: Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva | Reprodução


Nós utilizamos cookies para viabilizar e melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o site da Uniasselvi, você; concorda com o uso dessa tecnologia.