Notícias - Geral

Werner Keske: uma história inspiradora
sobre superação e determinação

24/06/2019   Geral

Em fevereiro de 2019, aos 62 anos, Werner Keske conquistou o tão sonhado diploma de ensino superior. Após quatro anos de muita dedicação e aprendizado, Werner formou-se em Biomedicina pela UNIASSELVI Blumenau.

Empresário fundador da WK Sistemas – desenvolvedora de softwares e referência em soluções de TI –, se interessou pela Biomedicina, uma área tão distante, por um motivo bastante especial. Em 2012, foi diagnosticado com Síndrome de Asperger, um estado do Transtorno do Espectro do Autismo (TEA). Ele apresentava algumas particularidades e sintomas como a rejeição ao contato físico e a sensibilidade a ruídos. Por isso, decidiu buscar, por conta própria, mais informações sobre a síndrome, foi quando iniciou o tratamento com o Dr. Rogério Rodrigues Rita.

O tratamento que Werner realiza é considerado alternativo, pois analisa e controla as substâncias presentes no organismo, principalmente, através de dietas, complementos vitamínicos e produtos à base de micro-organismos vivos, além da medicação tradicional. Sua vontade era auxiliar o médico a entender o seu caso e, consequentemente, compreender o funcionamento do tratamento e gerar feedbacks mais relevantes sobre o tema.

Desde pequeno, Werner se mostrava muito curioso e interessado – pesquisava até sobre termos científicos –, daí surgiu a vontade e a paixão por pesquisar, estudar e entender as coisas que o cercavam. Aos 58 anos de idade, então, resolveu começar uma nova etapa em sua vida: ingressar no curso de Biomedicina.

Excelente aluno, dedicado e assíduo, Werner consagrou-se como o melhor aluno da turma. No entanto, em 2018, descobriu uma nova doença, a Miastenia gravis; uma doença autoimune que atinge as chamadas junções neuromusculares – regiões espalhadas pelo corpo onde os neurônios entram em contato com os músculos –, provocando fraqueza muscular, queda das pálpebras, dificuldade para engolir e mastigar, entre outros sintomas. Mesmo com as limitações, Werner continuou estudando, em casa, durante o tratamento.

Hoje, já formado e com muita disposição, ele ainda se dedica às pesquisas e pretende iniciar uma pós-graduação na área de imunologia. Sonha, também, em unir suas duas paixões (a informática e a biomedicina) para auxiliar no trabalho dos profissionais de saúde.

Werner é um exemplo de determinação, superação e força de vontade. Nós, da UNIASSELVI, o parabenizamos pelo esforço e dedicação ao longo dos quatro anos de curso e salientamos que histórias como essa nos fazem acreditar, ainda mais, no futuro da educação. Parabéns, Werner!